No Centenário da Semana de Arte Moderna, estudantes promovem apresentações, releituras e importantes reflexões sobre a Arte

postado em: Publicações | 0

Em comemoração ao centenário da Semana de Arte Moderna, na manhã do dia quatro de maio, os alunos dos sextos anos do Ensino Fundamental II à 3ª série do Ensino Médio, juntamente com os professores de Arte, Português, Literatura e História, prepararam uma rica manhã de reflexões, que contou com apresentações artísticas no salão nobre do Colégio Nossa Senhora da Piedade, bem como stands espalhados com releituras, caricaturas, autoretratos, móbile, ecobag (cultura maker) e pinturas produzidas a partir do projeto “100 anos da Semana de Arte Moderna”. Pode-se perceber a arte por toda parte, sob a orientação e condução dos professores José Sérgio, Raquel Dias, Cristiane Melo, Josiana Dutra, Herinaldo Alves e Josimery Nogueira.

A arte corre nas veias do povo brasileiro e transcende ainda mais nos filhos das terras mineiras, em especial, nos mineiros da cidade dos Profetas. Na rica manhã, contextualização histórica, exposição, aprendizado, descobertas, e questionamentos como: Será que conseguimos evoluir?, foram propostos no sentido de conduzir o pensamento a um segundo questionamento, afinal, pensar a Semana de Arte moderna é pensar também em: O que é ser moderno hoje?, uma vez que a arte moderna não está em 1922… Se pensarmos bem, alguns princípios defendidos pelos modernistas em 1922, ainda respingam até hoje…

Na proposta da Semana de Arte Moderna, os modernistas queriam causar impacto e, durante a exposição proposta, nas apresentações e todas as reflexões apresentadas na rica manhã, houve a preocupação de fidelizar o anseio inicial com a quebra de paradigmas e promover uma nova visão de arte.

Abaixo fotos do rico momento artístico:

Centenário Da Semana De Arte Moderna

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar