Brincando, aprendendo e praticando Matemática

postado em: Publicações | 0
O ser humano é um colecionador por natureza. Registros apontam que, desde a pré-história, os homens tinham o hábito de colecionar coisas/objetos. Ao fazê-lo, pode simultaneamente agregar ao objeto, um valor sentimental, que sempre terá uma referência/algo a ser contado.
Enquanto crianças, alguns brinquedos, as próprias lembrancinhas e os presentes recebidos, livrinhos de histórias, acabam formando diferentes coleções, que podem ser de bonecas, carrinhos, bichinhos das surpresas, figurinhas, miniaturas, dinossauros, cédulas antigas, moedas(educação financeira), enfim, o interessante é que estas coleções são na verdade, importantes aliadas, quando se trata de comparar, agrupar, separar, pois colocam a Matemática em ação e permitem que o aprendizado seja substancial e intrínseco.
Através da comparação e análise, a criança estabelece critérios de semelhanças e diferenças, levando em consideração a forma, o tamanho, a cor, a forma, enfim, sem saber está desenvolvendo a classificação dos objetos da coleção.
Nesta atividade, a professora Gislana Antunes, incentivou seus alunos do 1º ano do Ensino Fundamental I, a “brincar” com um objetivo bem específico: deveriam realizar a contagem dos objetos aproveitando todas as possíveis organizações/agrupamentos  dos objetos colecionados, devendo ainda alternadamente, contá-los de dois em dois, três em três, cinco em cinco, classificando-os quanto ao tamanho, cores e seriação, sem se esquecerem de registrar a atividade através de fotos.

Como já foi dito anteriormente, esse processo mental, oportuniza a classificação, uma estrutura lógico-matemática elementar, que oportunizará a aquisição de diferentes conceitos matemáticos fundamentais em seu processo de desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático.

Brincando, Aprendendo E Praticando Matemática

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar