MasterChef: o que temos para hoje?

postado em: Publicações | 0

Não se assustem papais e mamães dos alunos dos 2º períodos da Educação Infantil, do Colégio Nossa Senhora da Piedade, se de repente seus filhos desejarem participar do preparo das refeições, da confecção de uma salada, da elaboração de seu prato predileto, desejar seguir os passos de uma receita de bolo, ou mesmo se os convidar para preparar um delicioso brigadeiro e irem pegando os ingredientes, numa demonstração consciente de que sabem o que estão querendo e fazendo.

É que, o universo infantil, mais especificamente o ensino e o aprendizado na Educação Infantil, é um redemoinho de trocas, interações e assimilações, num verdadeiro vai e vem, em um bate e volta em que, brincadeiras se mesclam a grandes ensinamentos e conteúdos são passados em doses sobre medida e de forma tão prazerosa e contínua que, de repente os pais se assustam ao deparar com a realidade de que seus bebês, aqueles serezinhos que balbuciavam e mal davam conta de se expressar verbalmente, conseguindo muitas vezes o que desejavam, basicamente  através do choro ou de frases sem sentido, de repente passem a elaborar frases coerentes e consistentes, expressando seus desejos e percepções, se apresentem com um livro nas mãos lendo historinhas e solicitando a atenção dos pais a ouvirem o que tencionam contar, relacionem objetos, selecionando e formando agrupamentos baseados em critérios como cor, forma, tamanho e ainda representem numericamente, as quantidades ou agrupamentos formados, caminhem de forma segura e firme, distingam letras de números, enfim….

Desta forma e mais especificamente no 2º período, em que já absorvem uma gama enorme de informações e a elas dão significado, quando assimilam e demonstram que estão evoluindo em sua forma de se expressar e responder não somente aos combinados, mas a todas as propostas que lhe são apresentadas e estimulados a interagir, quanto mais lúdico e contextualizado for o ensino, mais interessante será o aprendizado. Com este intuito foi proposto aos alunos participarem do passo a passo da confecção de brigadeiros, onde segundo a professora Carla Maia, o objetivo foi de ampliar as relações interpessoais, de participação e cooperação, relacionando os números com suas respectivas quantidades. Registrar observações, manipulações e medidas, usando o registro através do desenho e representação numérica, ampliando assim o conhecimento dos alunos, a coordenação motora e a manipulação com atividade concreta.

Vejam as fotos e compreendam a riqueza da atividade proposta:

 

 

Uma escola da Rede Piedade de Educação